terça-feira, 20 de setembro de 2011

O Sofrimento de Outrem



Tantas e quantas vezes
em sorriso ou em choro te vi?
Não obstante n'outrora me vês
com essa dor que aflora
me corta
de detro pra fora,
cortando o teu corpo por hora.

Talvez por ocazião do destino
que teus olhos se lacrão em choro
sufocando por não aturar
este alguem que tanto insiste em te machucar.

Seria leviano não dizer
as coisas que queria fazer
para te proteger e te guardar.

Machucada
por alguem que te protegia,
de tantos momentos em nostalgia
não podeste falar sem sufocar.

Mais no final do dia
reunidos por ironia
apos a correria
sentados pro café
diante de meus olhos iras notar
que não existe ninguem
em quem podes confiar.

Apartir de amanhã
o dia começa a clariar
em passos curtos
e você vera
que nada vai nos superar.

6 comentários:

  1. E nada supera a confiança, o senso de proteção, o amor, o elo.



    Eu achei tão bonito.

    ResponderExcluir
  2. E quantas vezes a gente ja nao magoou tentanto proteger? \:

    ResponderExcluir
  3. em sua contradição você esta definitivamente correto

    ResponderExcluir
  4. Otimismo, afinal. É o que nos resta.

    =*

    ResponderExcluir